Democracia em Angola

Angola melhora posições no ranking sobre trabalho

Trata-se de uma pesquisa sobre o mercado de trabalho que avalia as condições laborais a nível mundial, em que o País subiu 14 posições no ranking de países onde as pessoas gostariam de trabalhar.

De acordo com um comunicado a que a Economia & Mercado teve acesso hoje, segunda-feira, 15 de Março, o País ocupando actualmente a 67ª posição numa lista de 196 países, sendo os cidadãos brasileiros e portugueses, respectivamente, os mais interessados em trabalhar em Angola.

Os dados constam de uma pesquisa do mercado de trabalho denominado “Global Talent Survey” (Pesquisa Global de Talentos em português), que contou com a participação de 209.000 pessoas dos 196 países escrutinados, divulgados num comunicado da Jobartis Angola.

Em Angola, segundo o documento disponibilizado pela Jobartis, maior portal de emprego do País, a pesquisa contou com cerca de 5.000 participantes, dos quais 60% manifestou vontade de trabalhar no exterior tendo como principais países de interesse Portugal, Canadá e EUA, respectivamente.

A pesquisa é desenvolvida pela Boston Consulting Group, The Network e conta com a parceria do Portal de Emprego Jobartis em Angola, informa em comunicado que da pesquisa referente ao ano 2021 resultaram três relatórios, dos quais, o primeiro analisa a “Preferência de Mobilidade – Onde as pessoas querem trabalhar”.

Já o segundo e o terceiro relatório que serão divulgados nos próximos dias, abordam respectivamente, “O que as Pessoas Consideram Importante no Trabalho – Como as pessoas querem trabalhar, e As Respostas às Mudanças Ocorridas no Trabalho – Mudanças nas carreiras”.

“A Covid-19, a contratação remota internacional, a sustentabilidade, a diversidade e a inclusão foram as novas temáticas incluídas no Global Talent Survey 2021”, informa o documento.

Se por um lado a vontade dos profissionais em pretender trabalhar fora dos seus países diminuiu, afirma a Jobartis, citando a pesquisa, por outro lado a mobilidade virtual cresceu, tendo as restrições e incertezas impostas pela pandemia desempenhado um factor de grande influência.

“Um outro destaque reside no actual posicionamento dos Estados Unidos de América (EUA), que pela primeira vez em oito anos perdeu seu status de lugar onde os estrangeiros mais gostariam de trabalhar”, cita o comunicado a que a Economia & Mercado teve acesso.

Por outro lado, Canadá tornou-se agora, segundo a pesquisa desenvolvida pela Boston Consulting Group, The Network, o principal destino de pessoas que procuram melhores opções para trabalhar. Resultado representa, deste modo, conforme pode-se aferir no documento, o impacto da pandemia nas atitudes das pessoas em relação ao trabalho no exterior, “reduzindo seu interesse em geral e inclinando-as para os países que fizeram o melhor trabalho de conter o coronavírus”.

A Jobartis dispõe da maior base de dados de profissionais em Angola, tendo alcançado mais de 700.000 candidatos registados e mais de 11.000 empresas, sendo considerado o maior portal de emprego em Angola.

Fonte

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *