Democracia em Angola

MPLA condena intolerência política

O coordenador do Grupo de Acompanhamento do Secretariado do Bureau Político do MPLA à província do Zaire condenou na vila do Kuimba, localizada a cerca de 62 quilómetros da capital Mbanza Kongo, à prática de actos de intolerância política, “por afectarem a democracia, a paz e a convivência pacífica entre os angolanos”.

Manuel Augusto pronunciou-se, de forma geral, aos acontecimentos que, de um tempo a esta parte, têm marcado a vida política no país, com perigo acentuado para as famílias e instituições, onde se testemunhou a vandalizarão de instituições partidárias. “A tolerância política constitui um elemento fundamental para a consolidação da democracia, da paz, e é a única forma que temos para o garante de uma convivência sã entre os filhos de Angola”.

O responsável, que também desempenha as funções de secretário para Relações Exteriores do MPLA, dirigiu-se aos militantes durante a I Sessão Extraordinária do Comité Provincial do MPLA no Zaire, realizada, no sábado, no município do Kuimba, onde foram analisadas as orientações da direcção do partido ligadas à mobilização dos cidadãos em idade eleitoral, para que possam actualizar os seus dados junto dos BUAP.

“O MPLA pugna pela consolidação da democracia no nosso país, por esta razão, condena qualquer acto de intolerância política, não importa quem os pratique”, sublinhou o dirigente, deixando claro que os membros do seu partido promovem o convívio e o debate de ideias para se alcançar o desenvolvimento social.

O coordenador do Grupo de Acompanhamento do Secretariado do Bureau Político do MPLA à província do Zaire, Manuel Augusto, disse que estão a mobilizar todos os militantes, amigos, simpatizantes e aqueles que estão em idade eleitoral para se engajarem no processo de preparação das eleições, de maneira ordeira e em condições de exercerem o seu direito de voto. “O MPLA conta com todos os cidadãos para tornar Angola mais democrática, inclusiva e progressiva”.

Por seu turno, o primeiro- secretário provincial do MPLA no Zaire, Pedro Makita Júlia, referiu que o partido está focado na resolução dos problemas dos cidadãos, pelo que está preocupado com o abastecimento de água potável, fornecimento de energia eléctrica, bem como com o compromisso de construir mais escolas e estradas, visando a melhoria de vida das famílias.

“No Kuimba e noutros municípios do Zaire, estamos preocupados com o abastecimento de água potável, o fornecimento de energia eléctrica, assim como a melhoria nos sectores de Educação, Saúde e Obras Públicas”, disse o responsável político provincial.

“Viemos ao Kuimba, com os membros do Secretariado do Bureau Político para verificarem o tratamento destas questões e recebermos, em consequência, alento para a solução, com base no Programa de Investimentos Públicos (PIP), Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) e no Programa de Combate à Fome e à Pobreza”, realçou Pedro Makita.

Apelou à população a preservar os projectos de impacto social, construídos de raiz ou reabilitados, pensando no bem-estar de todos os cidadãos, para que possam, num futuro próximo, servir à nova geração.

Add a Comment

Your email address will not be published.